como-ser-competitivo-no-mercado-por-meio-da-fidelizacao-de-pacientes_destaque
Como ser competitivo no mercado por meio da fidelização de pacientes?
17 de março de 2017
fidelizacao-fora-do-consultorio-como-fazer-destaque
Fidelização fora do consultório: como fazer?
11 de abril de 2017
medicos-nas-redes-sociais-quais-sao-as-melhores-praticas_destaque

Médicos nas Redes sociais, quais são as melhores práticas?

Marketing e redes sociais: sim, você pode usar essas ferramentas a favor do seu consultório médico, mas precisa ficar atento às certas restrições. Vamos esclarecer para você até onde (e porque) o marketing médico pode ir e como aproveitar ao máximo dessas ferramentas.

Atualmente, todos investem em campanhas de comunicação no meio digital. Isso acontece por este meio ser mais barato, viável e direcionável. A internet é direcionável pois nela é possível guiar uma campanha diretamente para o público-alvo do produto e/ou serviço. Por exemplo: se você deseja publicar no Facebook algo relacionado à credibilidade do seu consultório médico, pode impulsioná-lo de acordo com critérios como idade, sexo, interesses, localização e diversos outros quesitos para que aquele dinheiro investido seja direcionado para as pessoas certas.

Fica fácil ver a diferença entre esse tipo de comunicação e aquela feita offline. Os outdoors nas ruas atingem inúmeras pessoas, mas não se sabe se o SEU público é atingido. Outro fator de extrema importância é a mensuração, que é possível no digital e não é no offline. No digital, você consegue saber se o seu público visualizou aquela comunicação e se há índices altos ou baixos de conversão. Se estiverem baixos, é possível mudar a estratégia para melhorar.

No que concerne as redes sociais em si, você mesmo pode fazer esse marketing pessoal, mas saiba que uma equipe profissional fará de maneira muito mais assertiva e rentável.

Você pode aproveitar a rede para abrir um novo canal de comunicação com pacientes. Fica mais fácil interagir por ali e tirar dúvidas pontuais melhorando o contato e relacionamento, bem como ampliando a ida dos pacientes ao seu consultório.

Quais os limites?

Quando se trata de marketing médico, o profissional precisa tomar alguns cuidados. Todos os médicos, independente de qual área, precisam seguir as regras do Manual de Publicidade Médica. O Conselho Federal de Medicina busca, com esse material, colocar alguns limites para que não haja abusos na comunicação feita pelos consultórios.

Confira o que não pode ser feito na publicidade médica:

  • Uso de fotos de pacientes: é proibido usar fotografias sem que o paciente autorize para qualquer material de divulgação, sejam panfletos, anúncios impressos, TV ou internet. Em eventos ou apresentação de trabalhos científicos o uso é permitido, mas sempre com a autorização do paciente.
  • Redes sociais: desde 2015, o consultório pode divulgar endereço e telefone, mas as postagens não podem ter tom sensacionalista ou garantir resultados positivos dos tratamentos.

Também é vedado:

  • Anunciar, não sendo especialista, que trata sistemas orgânicos, órgãos ou doenças específicas;
  • Anunciar aparelhagem para atribuir capacidade privilegiada;
  • Permitir a inclusão do seu nome em propaganda enganosa de qualquer natureza;
  • Usar expressões como “o melhor”, “o único capacitado”, “resultado garantido”, etc;
  • Assegurar resultados garantidos.
  • Divulgar preços de procedimentos, possibilidades de pagamento e parcelamento ou descontos.

O ideal é conferir todas as regras de publicidade médica para não transformar a rede social, a qual deve trazer benefícios, em um fator complicador do seu consultório. Use com moderação este artifício, para que funcione bem para o seu consultório e traga muitos pacientes novos e fidelize os atuais!

Conheça o Doctor View! O sistema completo para Clínicas e Consultórios

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

X

Pin It on Pinterest

X
Share This